Tipos de textos

Também conhecidos como tipologias textuais, os tipos de textos são classificados de acordo com a estrutura padrão sob a qual são escritos, tendo objetivos e finalidades diferentes.

Entender as diferenças entre eles ajudará você na produção de textos melhores, principalmente em exames importantes, como concursos e vestibulares.

A tipologia textual ou tipos de textos podem ser classificados em: Descritivo, narrativo, expositivo e dissertativo.

Descritivo

O texto descritivo é aquele que descreve um lugar, pessoa, objeto, momento ou situação... O intuito dessa tipologia textual é apresentar ao leitor detalhadamente o que o autor escreveu, como se fosse um retrato escrito do momento.

Para elaboração desse tipo de texto é importante ressaltar os detalhes do momento narrado, como características físicas dos personagens, características psicológicas, cores, dentre outros aspectos...

Os textos descritivos são classificados em objetivo, subjetivo e sensorial. Por mais que os textos descritivos possam ser classificados, é essencial que os três tipos estejam presentes no texto, pois estes complementam-se, tornando o texto mais rico e interessante.

Descritivo objetivo

Descreve precisamente os elementos do texto;

Aproximação da realidade;

Descrição de aspectos físicos;

Linguagem realista e clara;

Descritivo subjetivo

Transmissão de estado de espirito;

Descrição de aspectos psicológicos e emocionais;

Utilização de metáforas e simbologias;

Descritivo sensorial

Provoca sensações ao leitor através de detalhes

Sensações auditivas: barulho de vento, ruídos medonhos...

Sensações visuais: crianças correndo, árvores se mexendo...

Sensações gustativas: pão delicioso, fruta azeda...

Sensações olfativas: cheiro forte, mulher perfumada...

Sensações táteis: chão escorregadio, muro áspero...

Estrutura do texto descritivo

O texto descritivo é divido em três partes:

Introdução

A introdução do texto descritivo deve apresentar o objeto, pessoa ou lugar que será descrito durante o desenvolvimento, resumindo brevemente para reter o foco do leitor no mesmo.

Desenvolvimento

O desenvolvimento do texto descritivo deve abordar a descrição do objeto, pessoa ou lugar minuciosamente, ressaltando detalhes e aspectos objetivos e subjetivos.

Conclusão

A conclusão visa o fim da descrição do objeto, pessoa ou lugar, quando a caracterização do mesmo estiver terminada.

Narrativo

O tipo de texto narrativo tem o objetivo de narrar uma história em uma sequência de ações reais ou não. Ao longo do texto são implementados os principais elementos dessa tipologia textual, como espaço, tempo, enredo, personagens e narrador.

Elementos da narração

Espaço: O espaço condiz com a localidade em que acontece a história narrada, podendo ser físico ( no Japão, Brasil...), psicológicos ( pensamentos, sentimentos...), sociais ( características do ambiente social).

Tempo: O tempo condiz com o período temporal em que ocorrem as ações na história, indicando o tempo cronológico como dias, horas, anos... Também ressaltando o tempo psicológico como lembranças e vivências dos personagens, levando em consideração a subjetividade e influência do estado emocional e de espírito do personagem.

Personagens: São representados na história através de aspectos pessoais de cada um deles, ou seja, são caracterizados por qualidades psicológicas e físicas.

Os personagens tem um papel muito importante no texto narrativo, pois geralmente esse tipo de texto é composto por um personagem principal e secundário.

Personagem principal: O personagem principal detém um papel importante no texto narrativo, podendo ser classificado como protagonista (que tenta, deseja e consegue) e antagonista (que atrapalha, dificulta e impede).

Personagem secundário: Os personagens secundários detém papéis menos importantes, como figurantes (personagens que compõem o cenário) e coadjuvantes (ajudam os personagens principais em ações secundárias).

Enredo: O enredo são as vivências dos personagens contadas pelo narrador ocorridas em um determinado espaço e tempo.

Narrador: O narrador é quem conta a história, são classificados em 3 tipos: narrador onisciente, narrador observador e narrador personagem.

Narrador onisciente: O narrador onisciente é caracterizado por conhecer minuciosamente os personagens e particularidades do enredo e pela utilização da narração tanto na 3 quanto na 1 pessoa, podendo haver confusão da voz do autor com as vozes dos personagens.

Narrador observador: O narrador observador é caracterizado por narrar a história na 3 pessoa, contando a história sem se envolver diretamente nela. O narrador observador por mais que tenha conhecimento das ações não conhece os personagens intimamente.

Narrador personagem: O narrador personagem é caracterizado por contar a história na 1 pessoa, expondo seu ponto de vista como personagem da história, deixando a narrativa mais subjetiva por expressar suas emoções, dando ênfase aos próprios pensamentos e ações.

Tipos de discursos narrativos

Discurso direto: transmite a mensagem do personagem de forma exata e direta.

Discurso indireto: No discurso indireto há interferência do autor nas falas dos personagens, sendo narrado na 3 pessoa, não estando presente nas falas dos personagens.

Estrutura básica de um texto narrativo

A estrutura do texto narrativo é composta por introdução, desenvolvimento, clímax e conclusão.

Introdução

A introdução é a breve apresentação do assunto que será exposto no decorrer do desenvolvimento.

Desenvolvimento

No desenvolvimento é abordado detalhadamente o assunto proposto na introdução, em um texto narrativo são utilizados elementos como tempo, espaço, clímax e conclusão para contar a história. Quanto mais rico o contexto da história mais importante relatar os fatos ocorridos.

Conclusão

A conclusão visa o desfecho da história, como o que aconteceu com os personagens, descobrimento do vilão, ou um final feliz.

Expositivo

O texto expositivo tem o intuito de apresentar uma ideia, tema ou objeto, exibindo muitas informações, como características e descrições, esclarecendo da melhor forma o tema para o leitor.

Quando utilizados para apresentar dados ou assuntos polêmicos, é necessário a apresentação de antecedentes como argumentação, para que o leitor fique por dentro da análise do determinado tema, também é preciso que o texto fique bastante claro, facilitando o entendimento em diversos níveis de conhecimento dentre as pessoas.

Os textos expositivos podem ser classificados em: Expositivo-argumentativo e Expositivo-informativo.

No texto expositivo-argumentativo além de expor o tema, o autor foca em argumentos para justificar suas informações, recorrendo a dados, teorias e artifícios que defenda e justifique seus argumentos.

No texto expositivo-informativo o objetivo principal do autor é informar sobre certo tema, com o máximo de neutralidade.

Estrutura do texto expositiva

As informações de um texto expositivo podem ser estruturadas das seguintes formas:

Estrutura dedutiva: o tema principal é abordado no início, sendo explicado, desenvolvido ou demonstrado posteriormente.

Exemplo

Beber água todos os dias é extremamente benéfico para nosso corpo. Segundo pesquisas 2 litros de água é o que nosso corpo utiliza no período de 24 horas para transpiração, respiração, urina e outras funções vitais.

Estrutura indutiva

A ideia principal é apresentada no fim da apresentação, como uma conclusão do que foi apresentado.

Exemplo

O consumo de uma taça de vinho pode prevenir o aparecimento de várias doenças, mas assim como qualquer coisa em excesso pode fazer mal, portanto, concluímos que ingerir de forma consciente é necessário.

Estrutura paralela: A construção dos parágrafos são organizados de forma que um não é subordinado ao outro, não dando necessáriamente continuação dentre eles.

Exemplo

Os jogos digitais podem contribuir muito para o aprendizado de forma lúdica. Por outro lado, pode atrasá-lo se utilizado de forma negativa. Além disso, podem ser utilizado de forma inovadora em empresas, como estratégia de retenção de clientes.

Dissertativo

O texto dissertativo visa a apresentação do tema principal, também conhecido como tese, deve ser exposto de forma minuciosa ao longo do desenvolvimento, contendo informações, dados e argumentos que auxiliarão na defesa de seu texto, propondo ao final uma solução ou sugestão para os problemas relatados no desenvolvimento.

Estrutura do texto dissertativo

A estrutura do texto dissertativo é composta por 3 momentos

Introdução: Na introdução o mais importante é esclarecer o tema central que será abordado no desenvolvimento, esta é a parte mais importante de um texto dissertativo por tanto deve conter todas as informações principais que serão apresentadas no decorrer do texto.

Desenvolvimento: Também conhecida como anti-tese ou antítese, nesta parte o objetivo é desenvolver argumentação sobre a tese, utilizando dados, levantamentos e estatísticas que servem de base para defesa de seus argumentos.

Conclusão: A conclusão é onde terminamos nossos argumentos sobre a tese, geralmente em um texto dissertativo é pedido na conclusão uma intervenção ou proposta de solução para os problemas expostos durante o desenvolvimento.

Tipos de dissertação

Dissertação objetiva: Na dissertação objetiva, o texto é geralmente escrito na terceira pessoa, dando um ar de imparcialidade, por mais que o autor expresse sua opinião, ela é expressa de forma impessoal.

Dissertação subjetiva: Geralmente escrita em primeira pessoa. A dissertação subjetiva, tornando evidente a opinião do autor.

 

Espero ter ajudado, coloque as dicas em pratica e produza ótimos textos!

Leia também: 

Temas para redação Enem 2019

Pratique com questões do Enem - Todas as matérias

Siga-nos também nas redes sociais:

 

 

Parceiros