Plano de estudos: o que é e como montar

Um plano de estudos é uma forma de organizar seu tempo, otimizar seus estudos e aprendizado, apontando quando e por quanto tempo estudar determinadas matérias.

Montar um plano de estudos é essencial para alcançar o objetivo desejado, porém muitos estudantes encontram dificuldades na organização e desistem de montá-lo, acarretando em uma rotina de estudos não tão eficiente quanto seguir um plano bem definido.

O plano de estudo deve ser desenvolvido de acordo com seus objetivos, por exemplo, estudar para concursos, estudar para o Enem, etc... Procure entender quais matérias devem ser estudadas e priorizadas, separe-as para montar um plano de estudos mais efetivo possível.

Os planos de estudos podem ser classificados como extensivo e intensivo, definir o modelo de seu plano de estudos pode fazer toda diferença em seu aprendizado, por isso é importante que entenda ambos para determinar o que se adapta melhor a você.

Extensivo: O plano de estudos extensivo é elaborado pensando a longo prazo. Por ser mais longo, o aluno tem mais contato com os conteúdos e pode estudá-los com menos pressão.

Fazer um plano de estudos extensivo é de bastante eficiência para estudantes que tiveram pouco ou nenhum contato com a matéria que precisa ser estudada. Indicado também para estudantes que desejam ingressar em vagas muito concorridas.

Geralmente, um plano de estudos extensivo dura do começo do ano até a data do exame.

Intensivo: O plano de estudos intensivo é elaborado pensando em um prazo menor, onde as matérias são mais condensadas, por mais que o conteúdo seja o mesmo, pois são abordadas de forma mais superficiais, dando ênfase àquelas consideradas mais importantes, por conta do tempo limitado.

O plano de estudos intensivo é de maior eficiência para pessoas que já tiveram contato com a matéria exposta, servindo como uma revisão, por isso é importante avaliar o estágio em que você se encontra para determinar o plano de estudo que mais se adequa a seu perfil.

Benefícios de um plano de estudos

Benefícios de um plano de estudos

Ter um plano de estudos eficiente é benéfico tanto para seus objetivos quanto para sua vida pessoal, confira abaixo alguns desses benefícios:

Criar um hábito positivo

Seguir um plano de estudos transformará seus estudos em um hábito, assim como qualquer outra tarefa diária que deve ser feita, como trabalhar, escovar os dentes... Criar este hábito ajudará não apenas a atingir seus objetivos, mas sim em todos os aspectos de sua vida, já que conhecimento nunca é demais.

Evitar o esquecimento

O constante contato com as matérias, promove maior fixação dos conteúdos, podendo evitar que você tenha um branco no dia da prova ou esquecimentos no dia a dia. É comprovado cientificamente que estudar exercita o cérebro, tornando-o mais capacitado em resgatar memórias de longo e curto prazo.

Aumentar a motivação

A medida que você executa seu plano de estudos com disciplina e percebe sua evolução no aprendizado, a sensação de progresso e dever cumprido farão com que você se motive a continuar seus esforços. A sensação descrita acima, é uma das melhores sensações, pois é capaz de gerar um ciclo virtuoso (não vicioso), a partir do qual é possível analisar o quão produtivo e eficiente está sendo suas horas de estudos diários.

Como montar um plano de estudos que funciona

É comum a busca por planos de estudos milagrosos, uma forma de organizar os estudos de uma vez por todas, culminando na maioria dos casos na mesmas pergunta: Como fazer um plano de estudos que funciona?

O objetivo deste post é orientar você a entender o que é realmente importante levar com consideração na hora de montar seu plano de estudos. Neste post serão abordados os seguintes tópicos:

  • Principais erros ao elaborar um plano de estudos
  • Autopercepção
  • Ferramentas do seu plano de estudos
  • Organizando um plano de estudos
  • Distribuindo o tempo em seu plano de estudos
  • Avaliação do andamento e efetividade do plano de estudos
  • Processos que irão ajudar o processo do plano

Ao ler atentamente este post até o final, você obterá informações suficientes para elaborar um plano de estudos efetivo, portanto, pegue sua xícara de café, ou o que preferir, e absorva com calma todas as dicas.

Principais erros ao elaborar um plano de estudos

Imagine que na expectativa para atingir meus objetivos eu elaborei o seguinte plano de estudos:

Acordar e praticar 2 horas de exercícios
Estudar 4 horas pela manhã
Descansar 1 hora
Estudar 4 horas pela tarde
Descansar 1 hora
Estudar 4 horas a noite

Neste plano de estudos, eu estudaria 12 horas por dia, algo muito incomum até para os mais estudiosos, mas qual o problema deste plano?

Ele não é executável!... Talvez no desespero para obter meus resultados eu, particularmente, consiga mantê-lo por no máximo 3 dias, chegando ao final desses 3 dias cansado e sem condições de prosseguir, o que torna esse plano de estudos prejudicial e ineficiente.

É muito comum nos momentos de desespero ou emoção colocarmos metas mirabolantes para serem cumpridas, sem analisarmos os reais esforços necessários para implementá-las, assim como as promessas feitas no ano novo ( Ficar rico esse ano, comprar uma mansão, emagrecer 40 kilos...).

Não que seja impossível mudarmos nossas rotinas, mas temos que avaliar nossa real capacidade de mudança.

Se você não está acostumado a estudar, que tal estudar 1 hora por dia e aumentar seus esforços de acordo com seu progresso? Elaborar um plano de estudos fora da sua realidade atual é um baita tiro no pé. Inúmeros estudantes criam planos mirabolantes e se frustram por não conseguirem executá-los, partindo para uma conclusão precipitada de “Não consigo estudar”.

Tenha paciência, toda grande mudança na vida deve ser feita levando em consideração a sua realidade, não é o que você quer, e sim, o que você consegue!

Autopercepção

Perceber sua realidade e criar um plano de estudos em cima disto é o melhor caminho para o progresso, antes de começar a criar um plano de estudos você deve ter em mente os seguintes pontos:

Quanto tempo disponível eu tenho para estudar?
Quanto tempo eu consigo estudar focado?
Quais atividades eu devo deixar de lado para aumentar minha produtividade nos estudos? E quais devo acrescentar?

A ideia é escrever em um papel esses pontos e defini-los de maneira sincera. Pois é a partir daí que você conseguirá estruturar um plano de estudos saudável e eficiente.

Obs: Evite procurar planos de estudos prontos, criados por outras pessoas, por mais que pareça eficiente, o que funciona para determinadas pessoas nem sempre terá o mesmo impacto para você, pessoas são únicas e pensam diferentes, vale se inspirar em alguns planos e adequá-los a seu perfil, esse é o primeiro passo para obter sucesso em seu plano de estudos.

É essencial que você saiba onde se encontra em termos de capacidade e dedicação aos estudos, isso não significa que sua situação atual não seja mutável. O importante é ser real e não se acomodar, não seja conformista!

Nunca consolide em sua mente frases do tipo “eu não consigo”, “sou preguiçoso”, “não consigo estudar”, etc... Tudo é mutável, basta ter determinação.

Perceber suas reais dificuldades é o primeiro passo para realizar mudanças.

Ferramentas do seu plano de estudos

Existem várias ferramentas que poderão te auxiliar na elaboração de seu plano de estudos, como aplicativos, planilhas, sites, dentre outros... Aconselhamos que busque a ferramenta com maior facilidade de uso e que seja mais efetiva para você, mas provavelmente não encontrará algo melhor que papel e lápis.

Vantagens do papel e lápis:

É tangível: Elaborando seu plano de estudos no papel você perceberá a existência física dele, contribuindo para um efeito psicológico, que lhe dará a sensação de ter construído algo de fato.

É gratuito: A maioria dos aplicativos, planilhas e sites de planejamento de estudos costumam ser pagos, papel e lápis não.

Está sempre disponível: Quando estiver sem internet ou com celular descarregado, será impossível acessar seu plano de estudos, papel e lápis estarão sempre a disposição.

Fácil usabilidade: Na maioria das vezes aprender a utilizar um programa ou aplicativo requer tempo, e por ser complexo causa desmotivação, papel e lápis são simples e de fácil usabilidade.

Mas o que funciona para maioria pode não funcionar para você, faça o teste, utilize papel e lápis e depois utilize tecnologia e veja o que realmente considera melhor para seu progresso.

Organizando seu plano de estudos

Um dos principais pontos que você deve definir antes de iniciar a construção de seu plano de estudos rumo à aprovação são seus objetivos e metas.

Objetivos: Onde você pretende chegar? O que quer alcançar? Qual o propósito do seu plano de estudos?

Metas: O que tenho de fazer para alcançar meu objetivo? Quais atividades específicas tenho de cumprir para chegar ao meu objetivo? Quais caminhos tenho de traçar para atingir meu objetivo?

Tarefa: As tarefas são os cumprimetos das metas, cumprir todas as suas metas o levará ao seu objetivo final.

Se você definir que sua meta é alcançar determinada pontuação no enem, você pode colocar como meta separar os principais conteúdos cobrados no enem com o tempo de 2 semanas, e como tarefa pesquisar os conteúdos 2 horas por dia durante as duas semanas de segunda a sexta.

Esse é apenas um exemplo, você pode construir seus próprios objetivos, metas e tarefas com realismo e sinceridade, não adianta colocar objetivos e metas mirabolantes, como dito anteriormente. “Não é o que você quer, e sim, o que você consegue!”.

Distribuindo seu tempo em seu plano de estudos

O tempo de estudo varia muito de pessoa para pessoa, existem pessoas mais competitivas que estudam 3 a 4 horas por dia, outras mais intensas que estudam de 6 a 8 horas, outras que preferem estudar com mais antecedência, disciplinadamente, pensando a longo prazo e estudando no máximo 2 horas por dia.

Cabe a você definir suas horas de estudos de acordo com sua realidade, porém, independente das horas de estudo que você definir, existem princípios muito importantes que você deve levar em consideração para definir seu tempo de estudos.

Pausas: Definir os momentos de pausa é fundamental para um plano de estudos efetivo, é necessário para processar o que foi aprendido.

Determine um tempo de 10 a 15 minutos antes de começar a estudar, tire esse tempo para entender sua tarefa, começar a estudar entendendo seu objetivo de aprendizado no momento é fundamental.

Procure estudar relaxado, para obter maior absorção do conteúdo e desempenho, tire de 10 a 15 minutos para fazer algo que te relaxe, ver video, exercicios, ver tv... Estar calmo e motivado é essencial para um estudo de qualidade.
Caso for organizar as matérias por dia, aconselhamos que estude uma por dia, faça uma coluna semanal, cada dia estudar uma matéria diferente por tanto tempo, no minimo 1 hora para uma boa absorção da matéria. Estudar várias matérias por dia pode lhe deixar confuso, ainda mais se for 20 minutos cada uma.

Tire um ou dois dias da semana para descansar, geralmente são os finais de semana, aproveite para passear e curtir momentos em família e amigos, para relaxar e não deixar que seus estudos torne-se algo massante.

Utilize essas práticas e seu plano de estudos terá grande chances de dar certo.

Avaliação do andamento e da efetividade do plano de estudos

É aconselhável que você avalie como está indo a execução do seu plano de estudos, no primeiro mês é fundamental, depois pode ser semanalmente, pois a qualquer momento as circunstâncias de sua vida podem mudar de maneira imprevisível, e seu plano também precisará se adaptar.

Uma ótima tática é tentar prever as dificuldades que você terá para cumprir seu plano de estudos e elaborar medidas para que seu plano de estudos continue alinhado, lembre-se que o plano de estudos é seu, para seu sucesso, deve ser conduzido com atenção e cuidado.

Espero ter ajudado você com seu plano de estudos, agora é só planejar e executá-lo da melhor forma possivel, bons estudos!

Leia também:

O que fazer com a nota do Enem 

Siga-nos também nas redes sociais: 

 

Plano de estudos: o que é e como montar.


Um plano de estudo é uma forma de organizar seu tempo, otimizar seus estudos e aprendizado, apontando quando e por quanto tempo estudar determinadas matérias.


Montar um plano de estudos é essencial para alcançar o objetivo desejado, porém muitos estudantes encontram dificuldades na organização e desistem de montá-lo, acarretando em uma rotina de estudos não tão eficiente quanto seguir um plano bem definido. 


O plano de estudo deve ser desenvolvido de acordo com seus objetivos, por exemplo, estudar para concursos, estudar para o Enem, etc… Procure entender quais matérias devem ser estudadas e priorizadas, separe-as para montar um plano de estudos mais efetivo possível. 


Os planos de estudos podem ser classificados como extensivo e intensivo, definir o modelo de seu plano de estudos pode fazer toda diferença em seu aprendizado, por isso é importante que entenda ambos para determinar o que se adapta melhor a você.


Extensivo: O plano de estudos extensivo é elaborado pensando a longo prazo. Por ser mais longo, o aluno tem mais contato com os conteúdos e pode estudá-los com menos pressão. 


Fazer um plano de estudos extensivo é de bastante eficiência para estudantes que tiveram pouco ou nenhum contato com a matéria que precisa ser estudada. Indicado também para estudantes que desejam ingressar em vagas muito concorridas. 


Geralmente, um plano de estudos extensivo dura do começo do ano até a data do exame.


Intensivo: O plano de estudos intensivo é elaborado pensando em um prazo menor, onde as matérias são mais condensadas, por mais que o conteúdo seja o mesmo, pois são abordadas de forma mais superficiais, dando ênfase àquelas consideradas mais importantes, por conta do tempo limitado. 


O plano de estudos intensivo é de maior eficiência para pessoas que já tiveram contato com a matéria exposta, servindo como uma revisão, por isso é importante avaliar o estágio em que você se encontra para determinar o plano de estudo que mais se adequa a seu perfil.

Benefícios de um plano de estudos


Ter um plano de estudos eficiente é benéfico tanto para seus objetivos quanto para sua vida pessoal, confira abaixo alguns desses benefícios:


Criar um hábito positivo

Seguir um plano de estudos transformará seus estudos em um hábito, assim como qualquer outra tarefa diária que deve ser feita, como trabalhar, escovar os dentes… Criar este hábito ajudará não apenas a atingir seus objetivos, mas sim em todos os aspectos de sua vida, já que conhecimento nunca é demais.  


Evitar o esquecimento 


O constante contato com as matérias, promove maior fixação dos conteúdos, podendo evitar que você tenha um branco no dia da prova ou esquecimentos no dia a dia. É comprovado cientificamente que estudar exercita o cérebro, tornando-o mais capacitado em resgatar memórias de longo e curto prazo. 


Aumentar a motivação 


A medida que você executa seu plano de estudos com disciplina e percebe sua evolução no aprendizado, a sensação de progresso e dever cumprido farão com que você se motive a continuar seus esforços. A sensação descrita acima, é uma das melhores sensações, pois é capaz de gerar um ciclo virtuoso (não vicioso), a partir do qual é possível analisar o quão produtivo e eficiente está sendo suas horas de estudos diários.


Como montar um plano de estudos que funciona


É comum a busca por planos de estudos milagrosos, uma forma de organizar os estudos de uma vez por todas, culminando na maioria dos casos na mesmas pergunta: Como fazer um plano de estudos que funciona?


O objetivo deste post é orientar você a entender o que é realmente importante levar com consideração na hora de montar seu plano de estudos. Neste post serão abordados os seguintes tópicos:


  • Principais erros ao elaborar um plano de estudos

  • Autopercepção 

  • Ferramentas do seu plano de estudos 

  • Organizando um plano de estudos 

  • Distribuindo o tempo em seu plano de estudos 

  • Avaliação do andamento e efetividade do plano de estudos 

  • Processos que irão ajudar o processo do plano 


Ao ler atentamente este post até o final, você obterá informações suficientes para elaborar um plano de estudos efetivo, portanto, pegue sua xícara de café, ou o que preferir, e absorva com calma todas as dicas.


Principais erros ao elaborar um plano de estudos 


Imagine que na expectativa para atingir meus objetivos eu elaborei o seguinte plano de estudos:


Acordar e praticar 2 horas de exercícios

Estudar 4 horas pela manhã

Descansar 1 hora

Estudar 4 horas pela tarde

Descansar 1 hora

Estudar 4 horas a noite 


Neste plano de estudos, eu estudaria 12 horas por dia, algo muito incomum até para os mais estudiosos, mas qual o problema deste plano? 


Ele não é executável!... Talvez no desespero para obter meus resultados eu, particularmente, consiga mantê-lo por no máximo 3 dias, chegando ao final desses 3 dias cansado e sem condições de prosseguir, o que torna esse plano de estudos prejudicial e ineficiente.


É muito comum nos momentos de desespero ou emoção colocarmos metas mirabolantes para serem cumpridas, sem analisarmos os reais esforços necessários para implementá-las, assim como as promessas feitas no ano novo ( Ficar rico esse ano, comprar uma mansão, emagrecer 40 kilos…).


Não que seja impossível mudarmos nossas rotinas, mas temos que avaliar nossa real capacidade de mudança.


Se você não está acostumado a estudar, que tal estudar 1 hora por dia e aumentar seus esforços de acordo com seu progresso? Elaborar um plano de estudos fora da sua realidade atual é um baita tiro no pé. Inúmeros estudantes criam planos mirabolantes e se frustram por não conseguirem executá-los, partindo para uma conclusão precipitada de “Não consigo estudar”. 


Tenha paciência, toda grande mudança na vida deve ser feita levando em consideração a sua realidade, não é o que você quer, e sim, o que você consegue!


Autopercepção


Perceber sua realidade e criar um plano de estudos em cima disto é o melhor caminho para o progresso, antes de começar a criar um plano de estudos você deve ter em mente os seguintes pontos: 


  • Quanto tempo disponível eu tenho para estudar?

  • Quanto tempo eu consigo estudar focado? 

  • Quais atividades eu devo deixar de lado para aumentar minha produtividade nos estudos? E quais devo acrescentar? 


A ideia é escrever em um papel esses pontos e defini-los de maneira sincera. Pois é a partir daí que você conseguirá estruturar um plano de estudos saudável e eficiente. 


Obs: Evite procurar planos de estudos prontos, criados por outras pessoas, por mais que pareça eficiente, o que funciona para determinadas pessoas nem sempre terá o mesmo impacto para você, pessoas são únicas e pensam diferentes, vale se inspirar em alguns planos e adequá-los a seu perfil, esse é o primeiro passo para obter sucesso em seu plano de estudos. 


É essencial que você saiba onde se encontra em termos de capacidade e dedicação aos estudos, isso não significa que sua situação atual não seja mutável. O importante é ser real e não se acomodar, não seja conformista!


Nunca consolide em sua mente frases do tipo “eu não consigo”, “sou preguiçoso”, “não consigo estudar”, etc… Tudo é mutável, basta ter determinação. 


Perceber suas reais dificuldades é o primeiro passo para realizar mudanças. 


Ferramentas do seu plano de estudos


Existem várias ferramentas que poderão te auxiliar na elaboração de seu plano de estudos, como aplicativos, planilhas, sites, dentre outros… Aconselhamos que busque a ferramenta com maior facilidade de uso e que seja mais efetiva para você, mas provavelmente não encontrará algo melhor que papel e lápis.


Vantagens do papel e lápis: 


É tangível: Elaborando seu plano de estudos no papel você perceberá a existência física dele, contribuindo para um efeito psicológico, que lhe dará a sensação de ter construído algo de fato.   


É gratuito: A maioria dos aplicativos, planilhas e sites de planejamento de estudos costumam ser pagos, papel e lápis não. 


Está sempre disponível: Quando estiver sem internet ou com celular descarregado, será impossível acessar seu plano de estudos, papel e lápis estarão sempre a disposição. 


Fácil usabilidade: Na maioria das vezes aprender a utilizar um programa ou aplicativo requer tempo, e por ser complexo causa desmotivação, papel e lápis são simples e de fácil usabilidade. 


Mas o que funciona para maioria pode não funcionar para você, faça o teste, utilize papel e lápis e depois utilize tecnologia e veja o que realmente considera melhor para seu progresso. 



Organizando seu plano de estudos


Um dos principais pontos que você deve definir antes de iniciar a construção de seu plano de estudos rumo à aprovação são seus objetivos e metas. 


Objetivos: Onde você pretende chegar? O que quer alcançar? Qual o propósito do seu plano de estudos?


Metas: O que tenho de fazer para alcançar meu objetivo? Quais atividades específicas tenho de cumprir para chegar ao meu objetivo? Quais caminhos tenho de traçar para atingir meu objetivo? 


Tarefa: As tarefas são os cumprimetos das metas, cumprir todas as suas metas o levará ao seu objetivo final. 


Se você definir que sua meta é alcançar determinada pontuação no enem, você pode colocar como meta separar os principais conteúdos cobrados no enem com o tempo de 2 semanas, e como tarefa pesquisar os conteúdos 2 horas por dia durante as duas semanas de segunda a sexta.  


Esse é apenas um exemplo, você pode construir seus próprios objetivos, metas e tarefas com realismo e sinceridade, não adianta colocar objetivos e metas mirabolantes, como dito anteriormente. “Não é o que você quer, e sim, o que você consegue!”.


Distribuindo seu tempo em seu plano de estudos 


O tempo de estudo varia muito de pessoa para pessoa, existem pessoas mais competitivas que estudam 3 a 4 horas por dia, outras mais intensas que estudam de 6 a 8 horas, outras que preferem estudar com mais antecedência, disciplinadamente, pensando a longo prazo e estudando no máximo 2 horas por dia. 


Cabe a você definir suas horas de estudos de acordo com sua realidade, porém, independente das horas de estudo que você definir, existem princípios muito importantes que você deve levar em consideração para definir seu tempo de estudos. 


Pausas: Definir os momentos de pausa é fundamental para um plano de estudos efetivo, é necessário para processar o que foi aprendido. 


Determine um tempo de 10 a 15 minutos antes de começar a estudar, tire esse tempo para entender sua tarefa, começar a estudar entendendo seu objetivo de aprendizado no momento é fundamental. 


Procure estudar relaxado, para obter maior absorção do conteúdo e desempenho, tire de 10 a 15 minutos para fazer algo que te relaxe, ver video, exercicios, ver tv… Estar calmo e motivado é essencial para um estudo de qualidade.

Caso for organizar as matérias por dia, aconselhamos que estude uma por dia, faça uma coluna semanal, cada dia estudar uma matéria diferente por tanto tempo, no minimo 1 hora  para uma boa absorção da matéria. Estudar várias matérias por dia pode lhe deixar confuso, ainda mais se for 20 minutos cada uma. 


Tire um ou dois dias da semana para descansar, geralmente são os finais de semana, aproveite para passear e curtir momentos em família e amigos, para relaxar e não deixar que seus estudos torne-se algo massante. 


Utilize essas práticas e seu plano de estudos terá grande chances de dar certo. 


Avaliação do andamento e da efetividade do plano de estudos 


É aconselhável que você avalie como está indo a execução do seu plano de estudos, no primeiro mês é fundamental, depois pode ser semanalmente, pois a qualquer momento as circunstâncias de sua vida podem mudar de maneira imprevisível, e seu plano também precisará se adaptar. 


Uma ótima tática é tentar prever as dificuldades que você terá para cumprir seu plano de estudos e elaborar medidas para que seu plano de estudos continue alinhado, lembre-se que o plano de estudos é seu, para seu sucesso, deve ser conduzido com atenção e cuidado. 


Parceiros